Familiarizar-se com certos conceitos é a base para fazer uma boa gestão dos fluxos logísticos de sua empresa. Centro de distribuição (CD), armazenagem, estocagem, ciclo de produção, movimentação, expedição — todos são termos recorrentes no desenvolvimento das operações de logística.

Este post vai abordar um conceito que também é muito falado: Supply Chain. Saiba mais sobre o significado desse termo e a relação que ele mantém com a logística!

O Supply Chain Management (SCM)

SCM significa, em sua tradução portuguesa, Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Essa gestão envolve diversos processos empresariais e também aborda a relação da empresa com outras empresas colaboradoras, incluindo parceiras comerciais.

O SCM compreende atividades como aquisição de matérias-primas, abastecimento, controle dos pedidos do cliente, manufatura/industrialização dos produtos, atividades logísticas relacionadas à entrega da mercadoria ao consumidor.

A logística

Conforme uma definição mais direcionada, a logística refere-se ao deslocamento das mercadorias de um a outro ponto e ao gerenciamento de todas as informações relativas a esse deslocamento.

Contudo, essa gestão aborda tudo que se refere às operações desenvolvidas nesse sentido, ou seja, a avaliação dos melhores modais, as embalagens, carga e descarga dos materiais, os recursos tecnológicos disponíveis para efetuar a movimentação dos produtos, o controle de estoques, a redução de custos.

A relação entre Supply Chain e logística

Pode-se afirmar que, enquanto a logística organiza mais diretamente os processos de armazenagem e o deslocamento das mercadorias do ponto de origem até o destino final (consumidor ou outro ponto de distribuição), o Supply Chain se relaciona mais diretamente com uma visão integral e estratégica do negócio.

Sem as operações logísticas, é mais difícil atingir a eficiência na entrega do produto, na aquisição da quantidade certa das mercadorias e nas condições gerais que foram contratadas. A boa logística permite efetuar o tempo mais rápido na movimentação dos materiais demandando os menores custos possíveis.

Assim sendo, quando há falhas nos fluxos logísticos, o Supply Chain sofre graves consequências!

As formas de melhorar o Supply Chain da empresa

É fundamental para o gestor raciocinar de forma estratégica, evitando assim que as operações logísticas se desenvolvam com ineficácia. Algumas dicas para implementar melhorias na cadeia de suprimentos são:

  • Aperfeiçoar os recursos de automação do abastecimento e do controle de estoque;
  • Otimizar o relacionamento com os fornecedores;
  • Integrar os sistemas de seus colaboradores aos sistemas de sua empresa;
  • Elaborar com cautela as rotas de transporte (considerando, entre outras coisas, os melhores pontos de parada, abastecimento e estacionamento);
  • Analisar os depósitos que oferecem bons critérios de segurança, carga/descarga, empilhamento e circulação de mercadorias;
  • Controlar rigorosamente os itens de estoque a fim de evitar superlotação ou carência.

As oportunidades proporcionadas pelo Supply Chain

Aplicando sabiamente o conceito de Supply Chain integrado ao de logística, muitas grandes empresas estão obtendo maiores sucessos em seus negócios. É ocaso da Miliken, maior produtora de tecidos nos EUA, e a Wal-Mart, maior rede varejista americana. A Miliken aumentou suas vendas em 31% e o giro de estoques em 30%. A Wal-Mart vem obtendo ótimos resultados em rentabilidade devido à sua estrutura diferenciada de relacionamento no Supply Chain.

Em regra, a adoção do SCM implica em redução de custos (estoque, armazenagem, transporte, operacionais), redução dos tempos de ciclo, melhoria dos serviços de entrega, produção personalizada, aumento das receitas, aumento da produtividade e do potencial competitivo da empresa.

Um estudo sobre Supply Chain ofereceu os seguintes resultados em relação aos ganhos das empresas que adotaram SCM e aperfeiçoaram seus fluxos logísticos:

  • 50% de redução nos estoques;
  • 40% de aumento nas entregas pontuais;
  • 27% de redução nos prazos para entrega;
  • 80% de redução nas faltas de estoque;
  • 17% de aumento nas receitas.

Como está a sua logística? Como tem cuidado de seu Supply Chain? Receba mais novidades sobre o tema, assinando a nossa newsletter.

Baixe também o nosso Ebook !