Para que as operações logísticas de importação e exportação se tornem viáveis, é necessário empenhar algum esforço na redução dos custos envolvidos. Para isso, além do expertise naturalmente exigido, também é importante conhecer os custos envolvidos.

Falando de forma simplista, as operações logísticas de exportação se resumem a transporte, estocagem e distribuição de mercadorias ao mercado externo. Assim, é fundamental conhecer as operações que compõem a cadeia de valor, bem como os seus respectivos custos.

Neste artigo vamos elencar os principais fatores que compõem os custos de exportação de um produto para auxiliá-lo na otimização das operações logísticas da sua empresa comercial exportadora e garantir os melhores resultados.

1. Classificação fiscal

A correta classificação fiscal pode determinar o sucesso ou fracasso de um negócio. Ela é, sem dúvida, um dos pontos mais importantes em um processo de exportação, pois é utilizada para definição dos tributos aduaneiros.

Utilizar uma classificação fiscal incorreta pode incorrer em multas para o exportador e o recolhimento indevido de tributos, aumentando os custos com a operação de exportação.

2. Acordos com países-alvo

Para países onde não existam acordos comerciais estabelecidos, os custos de exportação podem subir muito ou até mesmo inviabilizar os negócios.

O Brasil é signatário de acordos comerciais internacionais que ajudam a tornar os produtos brasileiros mais atrativos no mercado exterior, além de reduzir a carga tributária no momento da entrada do produto no país-alvo.

3. Transporte

Os custos envolvidos no transporte de mercadorias para o exterior são considerados os mais expressivos em todo o processo. Contudo, segundo estudos, os custos de logística exterior vão muito além do simples transporte.

Os principais fatores que influenciam na logística de transporte são: distância, volume e densidade dos produtos, facilidade de acondicionamento e manuseio dos materiais, responsabilidade quanto aos riscos de roubo e deterioração, e influência do mercado no que tange à facilidade de tráfego e sazonalidade.

Portanto, conhecer os custos de transporte é muito importante para dimensionar as suas operações de comércio exterior e ter uma visão de como reduzi-los.

4. Tecnologia

Os custos com tecnologia para as atividades logísticas podem ser vistos como investimento. A correta aplicação da tecnologia pode auxiliar expressivamente na melhoria de processos e redução dos custos de exportação.

A tecnologia pode garantir que o processo de entrega seja feito em espaço de tempo mais curto e criar uma cultura para a redução de custos a longo prazo.

5. Trânsito aduaneiro

As taxas portuárias e aeroportuárias são as mais dispendiosas. É preciso conhecer formas de reduzir os custos, e uma delas é remover as mercadorias das zonas primárias para as secundárias. Isso pode significar redução significativa dos custos de operação.

6. Normas aduaneiras

O conhecimento da legislação e o acompanhamento das rotineiras mudanças que ocorrem são grandes diferenciais que podem incorrer na redução de riscos jurídicos e tributários, garantindo que os procedimentos sejam realizados em conformidade com a legislação em vigor.

De fato, as operações logísticas para o mercado exterior são complexas e exigem grande atenção por parte dos envolvidos.

Estes são alguns dos fatores que compõem os custos de exportação — conhecê-los pode significar um grande passo para identificar pontos para a redução dos custos.

Para auxiliar a sua empresa em sua expansão internacional e garantir um crescimento estruturado do seu negócio, confira outros posts em nosso blog e amplie os seus conhecimentos.