O conceito de endomarketing é bem recente. Foi criado pelo escritor Saul Bekin, no seu livro Conversando Sobre Endomarketing. Nele, o autor transmitiu de forma clara e intuitiva os principais ensinamentos de Philip Kotler, um especialista em marketing interno das organizações.

Como é uma prática pouco disseminada, ainda há muitas dúvidas a respeito. Por exemplo, muita gente confunde endomarketing com comunicação interna. Para que você não cometa esse erro e crie a melhor estratégia de endomarketing para a sua empresa, preparamos este texto. Confira:

Diferenças entre endomarketing e comunicação interna

Apesar de o endomarketing também se voltar para o público interno da companhia — ou seja, seus funcionários — ele não se confunde com a comunicação interna. Esta tem como objetivo disseminar informações de maneira eficiente, enquanto o foco do endomarketing é conquistar seus colaboradores.

Há uma verdade, aceita por quase todos os profissionais de marketing, de que para ter sucesso com seus clientes você precisa primeiro vender a ideia dentro da própria empresa. Esse é o papel do endomarketing: criar uma relação de confiança entre empresa e colaboradores.

Afinal, funcionários motivados, que acreditam nos benefícios e eficiência dos produtos e serviços que comercializam, sentem orgulho do que fazem e desempenham melhor suas funções, não é mesmo?

Relação entre endomarketing e Recursos Humanos

Como um dos objetivos do endomarketing é criar um ambiente onde o funcionário se sinta realizado, o setor de RH é que identifica os os pontos a serem trabalhados por ele. Reclamações de funcionários não só podem, como devem ser consideradas e transformadas em ações.

Vamos ver um exemplo, para que as coisas fiquem mais claras. Imagine que um colaborador fez uma reclamação de algum procedimento da empresa, ou mesmo de algum equipamento que considera ruim.

Após analisar a queixa, o setor de marketing conclui que o problema não é a qualidade do produto em si, mas a ausência de informações claras sobre como usá-lo, o que gerou a frustração do colaborador que reclamou. A partir dessa conclusão, é possível iniciar uma campanha de e-mail marketing para todos os funcionários, divulgando um vídeo explicativo e um desafio que vai premiar os colaboradores que fizerem o melhor uso daquele equipamento.

Pronto: os funcionários estão motivados, compreendem o uso do equipamento e reconhecem o cuidado da empresa para com eles. Os setores de Recursos Humanos e Marketing trabalharam juntos para solucionar o problema.

Benefícios da prática de endomarketing

Já citamos algumas vantagens dessa prática mas, como elas não são as únicas, aqui vai uma pequena lista de benefícios:

  • O endomarketing integra empresa e colaboradores, transmitindo uma imagem de confiança mútua, solidez e competência aos clientes.
  • Ele fideliza os colaboradores e reduz significativamente a rotatividade. Isso permite criar uma imagem positiva entre seus funcionários, o que não apenas retém, mas também atrai novos talentos.
  • Ele ajuda a promover uma participação ativa dos colaboradores na construção de uma empresa melhor, o que resulta no surgimento de novas ideias para produtos e serviços, produtividade e no estímulo à criatividade.
  • O endomarketing resulta, indiretamente, em clientes mais satisfeitos, já que o atendimento melhora quando os funcionários estão motivados.

Como fazer endomarketing na empresa

O primeiro passo é avaliar quais os meios de comunicação disponíveis. Faça uma lista com as formas que você pode usar para se comunicar com seus funcionários: pode ser por e-mail, intranet, murais, banners e até mesmo contracheques e fundo de tela de computadores. Não se limite aos meios tradicionais.

Em seguida, pense no que pode ser feito para conquistar seus colaboradores e torná-los mais felizes e produtivos. Caso sua empresa não possua um setor de RH organizado, uma alternativa é criar um formulário para que eles digam o que veem de negativo e positivo, bem como sugestões do que pode ser melhorado.

Com esses pontos mapeados, fica mais fácil colocar em prática ações de endomarketing que reforcem as qualidades da empresa e busquem eliminar — ou, pelo menos, minimizar — os problemas. Não é difícil como você pensava, não é mesmo?

Já conhecia o endomarketing e não sabia como usá-lo? Já usa há algum tempo e quer aprimorar? Tem alguma experiência que queira compartilhar com a gente? Deixe seu comentário aqui embaixo!